Quem sou eu

Minha foto
Araranguá, Santa Catarina, Brazil
Sou uma pessoa que apesar de meus 90 anos,recém feitos, estou sempre querendo aprender mais e mais. Agora que a tecnologia nos oferece meios cada vez mais eficazes, deixo que minha imaginação sorva tudo o que de bom e possivel para meu aprendizado. Acompanhando tantos blogues lindos arrisquei, com ajuda de meu neto Artur, a compor um no qual exponho minhas telas à óleo. Sou autodidata e pinto desde meus 12 anos. Outro hobby é o cultivo de orquídeas as quais requerem cuidados especiais tomando muito tempo, mas que me dão um prazer indescritivel na época da floração. Dedico ainda algumas horas semanais a um trabalho voluntário na Pastoral da Saúde, onde se ensina o uso de fitoterápicos como medicação alternativa. E assim vou levando a vida, este dom maravilhoso que Deus nos legou, de um modo saudavel, alegre e feliz na companhia de meu sempre amado e dedicado esposo com o qual estou casada há 69 anos e de nossos filhos, netos e bisnetos muito amados.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

MEU DESABAFO

Antes de tudo, quero desculpar-me com os amigos que costumam acessar meu blog por desviar-me do propósito inicial.
O que venho fazer é um desabafo.
Tenho 84 anos, aposentei-me por tempo de serviço. Foram 30 anos de contribuição, primeiro para o IAPC e por último para o INSS. Como eu, milhões de brasileiros assim procederam e encontram-se na mesma situação.
Assistindo ao Jornal Nacional, senti imensa dor, ao ver a monumental festa dos 50 anos de Brasília. Foram tantas homenagens, merecidas é verdade, mas sequer uma alusão ao aposentado, que tanto contribuiu para sua construção.
Mas até ai tudo bem porque sempre há uma desculpa para a falha: o esquecimento.
Pois é, esse esquecimento está se prolongando demais.
Esqueceram que o aposentado necessita de um atendimento médico hospitalar melhor, mais rápido e humano. Esqueceram também que a contribuição mensal ao longo de tantos anos não foi suficiente para, agora, remunerar melhor os médicos, fazendo-os exercer a profissão com mais amor.
Enfim, esqueceram que todo o aposentado necessita de um aumento salarial equiparado ao dos trabalhadores em atividade. Será que não têm vergonha quando estão elaborando a lei salarial e optam por esta disparidade absurda?
E falta mais, esqueceram também que, apesar de tudo, o aposentado continua pagando seus impostos!...
É uma grande injustiça o que estão fazendo conosco.
Ora, se o dinheiro dos aposentados pelo INSS não foi aplicado na construção de Brasília, então é porque na época, já estava sendo desviado para os bolsos dos aproveitadores.
Com a proximidade das eleições, reflitamos muito antes de escolher o novo gestor do nosso país. E não nos esqueçamos de que para ser um bom governante, não basta o apoio dos partidos. Estes já têm seus propósitos. É necessário mais: que o candidato ouça a voz do coração e a siga, na certeza de trilhar o caminho certo, da solidariedade e da honestidade.
Ademais, partido político não tem coração!

2 comentários:

Lilá(s) disse...

É verdade amiga, entendo perfeitamente a sua revolta, o aposentado com o avançar da idade precisa mais de cuidados médicos e terá mais gastos em medicamentação, não esquecendo também que precisa de envelhecer com dignidade. E a vida vai correndo...
Beijos

Marieta disse...

Cara amiga Lila,
Venho agradecer a atenção que deste ao meu desabafo.Embora sejas natural e radicada em Portugal a meu ver és mais compreensiva do que meus compatriotas, que parecem alheios aos atos dos governos que passaram em nosso país.
São muitas as injustiças sofridas por nossa classe, injustiças tais que poderiam ser evitadas se fossem ouvidas a voz do coração.
Um abraço carinhoso.