Quem sou eu

Minha foto
Araranguá, Santa Catarina, Brazil
Sou uma pessoa que apesar de meus 91 anos,recém feitos, estou sempre querendo aprender mais e mais. Agora que a tecnologia nos oferece meios cada vez mais eficazes, deixo que minha imaginação sorva tudo o que de bom e possivel para meu aprendizado. Acompanhando tantos blogues lindos arrisquei, com ajuda de meu neto Artur, a compor um no qual exponho minhas telas à óleo. Sou autodidata e pinto desde meus 12 anos. Outro hobby é o cultivo de orquídeas as quais requerem cuidados especiais tomando muito tempo, mas que me dão um prazer indescritivel na época da floração. Dedico ainda algumas horas semanais a um trabalho voluntário na Pastoral da Saúde, onde se ensina o uso de fitoterápicos como medicação alternativa. E assim vou levando a vida, este dom maravilhoso que Deus nos legou, de um modo saudavel, alegre e feliz na companhia de meu sempre amado e dedicado esposo com o qual estou casada há 69 anos e de nossos filhos, netos e bisnetos muito amados.

domingo, 19 de junho de 2016

Nossos 4 filhos




                                         Hoje acordei com muita saudade de meu velho. Abri a internet e fui direto nas fotos que costumamos  registrar os encontros em família. Escolhi esta por estarmos com nossos quatro filhos  numa reunião na casa da Lourdes, festejando seu aniversário.Ayres gostava muito de ver todos reunidos em harmonia, contando novidades, e ele aproveitava então, para contar suas anedotas fazendo todos se divertirem bastante. É revendo estas fotos que me deixam mais conformada. Mas a saudade continua.
Desculpem meus amigos blogueiros por nunca mais expor algum trabalho meu, mas é que a perda de Ayres me deixou alheia a muita coisa, roubando até minha inspiração.
Qualquer dia voltarei a pintar, se Deus quiser.

6 comentários:

✿ chica disse...

Marieta,Imagino tuas saUDADES,DEPOIS DE TANTOS ANOS JUNTOS! lINDA FOTO!Fica bem,volta aqui de vez em quando, te fará bem! bjs, chica

Carmem Grinheiro disse...

Querida Marieta.
Sei que apenas quem sente, quem passa pela vivência é que sabe o que sente no bem e no mal. Apenas nós temos a verdadeira noção de nossas alegrias e tristezas. Mas, ainda assim, penso que posso imaginar o tamanho da tristeza que toma conta de sua alma.
Viver em companhia do amor foi hábito na sua vida, pois num casamento como o seu, é toda uma vida de adulta vivida em companhia. Os mais pequeninos respirares... tudo são memórias partilhadas.
Mas, também há-de fazer parte de suas memórias a vontade que ele teria de a ver viva e activa naquilo que lhe faz bem, que lhe dá prazer. Assim como seria o seu desejo, se o contrário se tivesse passado. Por isso, Marieta, guardando no seu coração as lembranças, faça uso delas para se alegrar, buscando as coisas que a fizeram sorrir no passado, para que lhe tragam um sorriso neste momento.
E não se feche na saudade, porque isso lhe trará um peso difícil de carregar.
Você que ama a arte, inspire-se e pinte.
Saia dessa saudade que sufoca e não tenha medo de permitir-se alegrar, ainda que seja uma alegria morna - é melhor que toda a tristeza que a invade.
Cerque-se das pessoas que lhe querem bem e volte às suas actividades que lhe preenchiam os dias, invente outras novas, veja gente na rua que fale de coisas banais. A banalidade é tão boa para tornar o pensamento leve esvoaçante =)
Eu também tenho tristezas muito grandes comigo, que escondo atrás de sorrisos. Há pessoas que nós perdemos, ainda que em vida, e que nos fazem também sofrer de saudade. Saudade do que foi e do que deveria ter sido e não foi. Luto todos os dias contra a tristeza, Marieta. E sei o quanto ela nos invade e o quanto agride nossa saúde física.
Por isso, cuide de si, minha querida.
um beijo muito amigo enviado deste lado do oceano


Valéria Lopes disse...

Minha amiga querida, sei como se sente. Seu coraçáozinho está sofrido e doendo muito de tanta saudade. As lembranças ora nos fazem chorar e até mesmo nos fazem rir das situaçóes táo bem vividas ao longo desses anos todos. Eu me sinto assim também com a perda do meu pai.
Graças a Deus vocË e seu amado formaram uma família linda em que a harmonia impera e carinho náo vai lhe faltar nunca. Saiba que a tenho em meus pensamentos e que peço a Deus por vocë e por sua bela família. Conte sempre comigo. Espero que a próxima vez que eu volte aqui, tenha uma maravilhosa tela enfeitando a entrada do blog. Que Deus a fortaleça e lhe dë muita saúde e änimo para continuar com sua arte, que Ayres tanto se orgulhava. Te amo! Fique com Deus. Beijos e abraços, Valéria Lopes

Evanir disse...

Amigo Verdadeiro é muito raro,
É como ter dois anjos da guarda.
Um enviado dos céus, e um enviado da vida,
Ambos criados por Deus!
Por você ser tão especial
é que estou aqui , embora atrasada
para desejar um feliz dia do amigo.
Sinto no coração....
Saudades.
Tristezas.
Por estar longe de você.
Tudo fiz para estar aqui
na sua casa virtual onde sempre
encontro as portas abertas para
eu entrar.
um abraço carinhoso.
Estou a viajar pelo espaço infinito.
Semeando Amor.
Evanir.

Tânia Regina Bruçó disse...

Saudades!Nem o tempo, nem o vento seriam capazes de apagar da memória este ser deslumbrante! Amo vocês do fundo do meu coração! Um grande abraço!

Carmem Grinheiro disse...

Querida Marieta.
Gostei de ter notícias suas. E gostei de saber que já lhe nasce o pensamento de retomar a pintura, ainda que sem data marcada ;)
Por que não pintar a aurora? Aquele momento lindo em que o sol desperta, dando lugar a um novo dia...
Não lhe disse da outra vez em que estive aqui, mas você tem quatro filhos muito bonitos e, suponho, são seus amigos. Isso é muito importante.
Que a saudade deixe que os momentos de alegria das lembranças venham para lhe adoçar o coração.
um beijo cheio de carinho deste lado do oceano.