Quem sou eu

Minha foto
Araranguá, Santa Catarina, Brazil
Sou uma pessoa que apesar de meus 90 anos,recém feitos, estou sempre querendo aprender mais e mais. Agora que a tecnologia nos oferece meios cada vez mais eficazes, deixo que minha imaginação sorva tudo o que de bom e possivel para meu aprendizado. Acompanhando tantos blogues lindos arrisquei, com ajuda de meu neto Artur, a compor um no qual exponho minhas telas à óleo. Sou autodidata e pinto desde meus 12 anos. Outro hobby é o cultivo de orquídeas as quais requerem cuidados especiais tomando muito tempo, mas que me dão um prazer indescritivel na época da floração. Dedico ainda algumas horas semanais a um trabalho voluntário na Pastoral da Saúde, onde se ensina o uso de fitoterápicos como medicação alternativa. E assim vou levando a vida, este dom maravilhoso que Deus nos legou, de um modo saudavel, alegre e feliz na companhia de meu sempre amado e dedicado esposo com o qual estou casada há 69 anos e de nossos filhos, netos e bisnetos muito amados.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Uma coruja filosofando




Como estou com uma nova tela em andamento, resolvi colocar umas fotos do sítio de minha filha onde gosto muito de estar. Esta é uma coruja que fez sua toca no chão do gramado bem próximo da casa.
Nasceram  duas corujinhas e os pais têm o maior cuidado para que aves predadoras não os arranquem da toca, para tanto  se revesam sempre na guarda e o interessante é que elas vêm apanhar sobras de alimentos dentro da varanda onde minha filha as coloca propositadamente.
São muito dóceis, companheiras e amigas pois alertam quando alguém estranho se aproxima

5 comentários:

Lilá(s) disse...

Sempre atenta e observadora a minha querida amiga.
Beijinhos

✿ chica disse...

Que linda foto e adoro ver o cuidado delas e atenção! Aqui, hoje acabamos de ser assaltados em plena praça Japão,em Porto Alegre, que devia trocar o nome para Porto Infeliz,Triste, Descuidado e Inseguro.

Foi com arma e ainda bem, estamos vivos e bem. Mas indignados ,chocados, tristes ao ver que nossas crianças não tem liberdade e os marginais soltos, escolhem as vítimas. Um horror essa cidade ! beijos,chocados e tri indignados ainda!chica

Agora sim vou cada vez mais falar mal dessa cidade dumas figas! Aqui não há segurança, nem saúde, nem educação. Pra isso falta grana. Pro resto todo, tem... Até quando?

Marieta Mello Koerig disse...

Chica querida,
É uma lástima mesmo, Porto Alegre era uma cidade tão pacata e boa de se morar ha anos atras. Estudei ai na década de 40, era um sossego caminhar e tomar os bondes, Desconheciam-se assaltos, roubos, etc. Que pena. Minha filha também acha que já está muito difícil de se viver aí.
Bom mas o importante é que não
houve coisa pior, anão é?
Quando se precisa sair é invocar o Anjo da Guarda e confiar nele.
Bjs. e uma boa noite

Zilani Célia disse...

OI MARIETA!
ACHICA TEM TODA A RAZÃO DE SE INDIGNAR ASSIM, ACHO QUE NÃO HÁ VIOLÊNCIA MAIOR DO QUE SER MOLESTADA POR ESTES MARGINAIS,VAGABUNDOS QUE VIVEM DO QUE CONSEGUEM SURRUPIAR DE PESSOAS DE BEM, QUE NÃO PODEM MAIS SE DAR AO LUXO DE UM INOCENTE PASSEIO EM UMA PRAÇA.
O MAIS TRISTE É OUVIR UMA PORTO-ALEGRENSE TER DE FALAR DE NOSSA CIDADE COM TANTA INDIGNAÇÃO, JUSTA É CLARO.
ADOREI A CORUJA(O), ALI, PROTEGENDO OS FILHOTINHOS, PENA NÃO TERES CONSEGUIDO TIRAR UMA FOTO DOS PEQUENINOS, DEVEM SER UMA GRAÇA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

Valéria disse...

Marieta, já vi corujas, mas não sabia que eram dóceis. O instinto protetor dos pais está presente até nos animais, não é mesmo? Isso é lindo! Vejo aqui no meu quintal, o cuidado que tem os pássaros com seus filhotes ao trazerem no bico comida pra eles. Muito legal sua filha deixar sobras de alimentos para os pais coruja virem buscar. Adorei.
Beijos. Estou ansiosa para ver a nova tela.
Com carinho, Valéria S. Dantas Lopes