Quem sou eu

Minha foto
Araranguá, Santa Catarina, Brazil
Sou uma pessoa que apesar de meus 90 anos,recém feitos, estou sempre querendo aprender mais e mais. Agora que a tecnologia nos oferece meios cada vez mais eficazes, deixo que minha imaginação sorva tudo o que de bom e possivel para meu aprendizado. Acompanhando tantos blogues lindos arrisquei, com ajuda de meu neto Artur, a compor um no qual exponho minhas telas à óleo. Sou autodidata e pinto desde meus 12 anos. Outro hobby é o cultivo de orquídeas as quais requerem cuidados especiais tomando muito tempo, mas que me dão um prazer indescritivel na época da floração. Dedico ainda algumas horas semanais a um trabalho voluntário na Pastoral da Saúde, onde se ensina o uso de fitoterápicos como medicação alternativa. E assim vou levando a vida, este dom maravilhoso que Deus nos legou, de um modo saudavel, alegre e feliz na companhia de meu sempre amado e dedicado esposo com o qual estou casada há 69 anos e de nossos filhos, netos e bisnetos muito amados.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Caramujos

A natureza morta também me atrai. Quando fui ao nordeste a primeira vez, me encantei com a variedade de conchas. Adquiri algumas e esta que levei para a tela me chamou a atenção pelo seu colorido e tamanho e fiquei pensando como um molusco pode carregar tão grande e pesada concha. A natureza nos apresenta supresas a todo o momento. Esses caramujos são trazidos das profundezas do oceano, pelos pescadores de lagostas que mergulham a uma profundidade considerável trazendo juntamente com o precioso crustáceo, lindos caramujos.

4 comentários:

✿ chica disse...

Tudo nas tuas mãos via linda tela; Legal de ver!! Muitas pinturas lindas nesse 2013! beijos,chica

Lilá(s) disse...

Sim são lindos, e a amiga artista aproveita bem o seu talento para lhes preservar a beleza!

Bjs

Vivian Fernandes de Goes disse...

Mai uma linda tela!!!!
Beijos!

Valéria disse...

Marieta, que talento!
A natureza nos surpreende e você também a cada trabalho maravilhoso que vejo seu. Um beijo da amiga, Valéria S. Dantas Lopes